crbsp@crbsp.org.br

FILHO, DAI-ME TEU CORAÇÃO!

Ampliar

Todos nós já ouvimos falar da devoção ao Sagrado Coração de Jesus e, talvez até tenhamos feito alguma prática piedosa relacionada a esta devoção. Mas, em quê consiste propriamente ser devotos do Coração de Jesus?
O principal desta devoção é amor. E em troca deste amor, o que Cristo nos pede é muito simples: “Filho, dai-me teu coração!”. Esse anseio de Jesus pelo nosso amor, deve ressoar em nossos corações a cada dia e deve nos impulsionar a uma entrega generosa. Porém, não amamos aquilo que não conhecemos. Se Jesus até aqui não foi amado por todos, é porque ainda não foi conhecido. Eis porque tenta, com grande esforço, difundir por toda a parte o conhecimento do seu amor.


Santa Gertrudes recebeu várias revelações sobre o Coração de Jesus. Um dia São João, o discípulo amado, lhe aparece em uma visão. Ela então, lhe pergunta:
“O que sentiste quando reclinaste a cabeça sobre o peito do Senhor?”. Ele responde: “Senti as pulsações harmoniosas do Coração de Jesus, que com suavidade me penetraram o mais íntimo da alma”. Gertrudes logo indaga: “E porque não escrevestes sobre os amorosos segredos do coração de Jesus em seu evangelho?”. Ao que João responde: “Pois naqueles primeiros tempos devia deter-me em dizer sobre o Verbo Divino para que os homens pudessem sobre Ele meditar”. E prossegue dizendo: “Aos últimos tempos estava reservada a graça de ouvir a voz eloquente do Coração de Jesus. A essa voz o mundo envelhecido rejuvenescerá, sairá do seu torpor, e o calor do amor divino inflamá-lo-á ainda”.


Eis a nossa esperança! Este amor de Deus quis revelar-se aos nossos tempos! “Por que tendes uma virtude fraca, eu vos abri uma porta que ninguém poderá fechar” (Ap 3,5). Nós somos fracos, mas pelo Coração de Jesus nos tornamos fortes. Somos fracos mas no Coração de Jesus que nos é aberto, acharemos o amor que dá todas as virtudes.
A devoção ao Sagrado Coração de Jesus é, portanto, a devoção do amor feito Coração para nos comunicar suas mais íntimas pulsações e seus irresistíveis encantos “Atrairei todos a mim”. (Jo 12,32)


Assim, o que o Senhor espera de nós é que, nossas práticas de piedade sejam feitas não somente com os lábios, mas com amor. Que o nosso coração esteja estritamente unido com o d’Ele quando oferecermos a comunhão reparadora da primeira sexta-feira do mês. Que nossa fita vermelha seja verdadeiramente o estandarte que mostre ao mundo o quanto Cristo amou o mundo até as últimas consequências na Cruz. Que nossas camisetas brancas representem nossa pureza de intenção na busca do prêmio eterno e não uma mera tradição que deve ser seguida. Coloquemos todo nosso coração a disposição de Jesus e sejamos verdadeiros soldados de Cristo, que possam fazê-lo conhecido por todo o mundo.


Me. Maria Alegria dos MártireS, SSVM
ANIMADORA DO NÚCLEO DA CRB SANTO AMARO
crbsantoamaro@gmail.com

Ilustração: Corações de Jesus e Santa Gertrudes, vitral. C. PASTRO (Mosteiro de Helfta, Alemanha)