(11) 3141-2566

crbsp@crbsp.org.br

Quem Somos

A Conferência dos Religiosos do Brasil – Regional São Paulo (CRB-SP) é uma das 20 Regionais existentes da Conferência Nacional (Brasília-DF), que compreende o estado de São Paulo. Nossa caminhada se define a partir das Assembleias Regionais, que pautam nossa conduta como um organismo solidário que congrega, encoraja, valoriza e dignifica a Vida Religiosa Consagrada da Regional, em comunhão com a CRB Nacional, na busca de representar, animar, fortalecer, formar e dinamizar as Congregações, Ordens, Institutos e apoiar as novas formas de Vida Consagrada, visando o fortalecimento da vivência da consagração profética com o Reino de Deus, na Igreja Católica e na Sociedade.

A CRB-SP é sub dividida em 6 Sub-Regionais e 48 Núcleos

É eleita em assembleia trienal composta por representantes das Congregações, Ordens e Institutos para administrar a CRB-SP, promovendo e dinamizando as atividades de cunho formativo para todos os religiosos e religiosas da Regional, e ao mesmo tempo, executando as propostas vindas do anseio da Assembleia Geral.

Triênio 2018-2021

Pe. Rubens Pedro Cabral, OMI (Coordenador)

Ir. Auristênio Batista Bandeira, ISC

Ir. Edilamar da Glória Martins, CP

Pe. Flávio José de Lima da Silva, SJC

Ir. Inês da Costa Camargo, FTOS

Ir. Maria Marta Silva Santos, FAP

Pe. Mateus de Jesus Donizetti Albino, RCJ

Triênio 2015-2018

Pe. Rubens Pedro Cabral, omi (Coordenador)

Ir. Auristênio Batista Bandeira, scj

Ir. Bernadete Meneghello, fp

Ir. Inês da Costa Camargo, fts

Pe. Marcos Ávila Rodrigues, rcj

Pe. Roque Luiz Sibioni, sdb

É composta por religiosas e leigas contratadas, para a articulação da programação da Regional no seu dia-a-dia:

Assessora Executiva: Ir. Sirlene Cararine Batista, CSAC

Economato: Vera Aparecida Parada Turrisse

Recepção/Informática: Fabrícia da Silva Machado

Serviços Gerais: Lucimar Luciana da Silva Ferreira

Os Grupos são constituídos por interesses temáticos, experiências de inserção, ou outros motivos ligados à missão dos/as Religiosos/as.

JPIC- Justiça e Paz Integridade da Criação Ir.Dorothy GRVRI- Grupo de Reflexão da Vida Religiosa Inserida

Frei Wilson Batista Simão,ofm
E-mail: fwsimão@hotmail.com
Fone: (11) 95135-0004

TSH – Grupo de reflexão sobre tráfico de seres Humanos

Ir. Cirley Cavati, CJ
E-mail: cocirleycj@gmail.com.br
Fone: (11) 977201886

GRAV – Grupo de reflexão e Animadores Vocacionais

Ir.Maria José de Aguiar
E-mail: mazeaguiar@hotmail.com
Fone: (11) 99998-0323

GNsG – Grupo das Novas Gerações da VRC

Ana Celia Pereira Gomes
E-mail: i.anacc@hotmail.com
Fone: (15) 981649518/ 3273-4055

GRENI – Grupo de Reflexão e Espiritualidade Negro Indígena

Frei Fábio José Silva, DF
E-mail: fabiozedasilva@yahoo.com.br
Fone: (11) 99899-0349/46482535

2.1- Regional: Atualizando informações sobre o funcionamento do ano na ótica das assembleias: A 52ª Assembleia Geral Ordinária (AGO) aconteceu em agosto 2016 no Mosteiro São Bento, São Paulo, conforme programação. Mantiveram-se as conclusões e encaminhamentos necessários, para 2015-2018, reassumindo a assembleia anterior nas seguintes sugestões de prioridades:

Jovens e missão: Promover permanente, sistemática, e integralmente as juventudes, vinculadas a desafios de Novos paradigmas, trabalhos em redes e intercongregacionalidade, para ampliar a missão integrando a PJ e a PV, reforçando a ação profética das Juventudes.

Estruturas e Formação: Sensibilizar para maior organização e participação nos núcleos do regional, fortalecendo na realização de assembleias em nível Sub-regional, ou de núcleos, aumentando a interdisciplinaridade, e nos eventos em conjunto, desde o aspirinter, agir transversalmente.

Desafios: Assumir a pedagogia de Jesus incentivando rodas de conversa para a prática do Evangelho. A VRC é rede, estabelecendo parcerias, interculturais na busca de maior comunhão especialmente com as Novas Formas de Vida Consagrada e seus Carismas. Rever as contribuições das comunidades, incentivando maior participação e partilha.

Questionamentos mantidos:

– Que tipo de acompanhamento se faz com os jovens?  Assumimos nossa responsabilidade e os desafios em conjunto com eles?

-Temos consciência de nossas cicatrizes?   Recordamos que a VRC fechada em si mesma pode conduzir à morte?

– Como nos relacionamos com essa cultura midiática?

– Nossas estruturas precisam de um balanço, sobretudo para colocá-las a serviço dos mais pobres?

Fale conosco, caso necessite maiores e/ou melhores informações, seja bem-vindo (a)!

X